https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/issue/feed Revista Amor Mundi 2024-05-14T23:00:32+00:00 Editora Metrics editora.metrics@gmail.com Open Journal Systems <p style="font-weight: 400;">A <strong>Revista Amor Mundi </strong>é um periódico <strong>interdisciplinar</strong> e <strong>quadrimestral</strong> da Editora Metrics. Objetiva a divulgação e socialização do conhecimento produzido por pesquisadores das mais diversas áreas do saber humano. Por meio de artigos científicos e resenhas de pesquisadores de todas as áreas do conhecimento, preferencialmente vinculados a Programas nacionais e internacionais de Pós-Graduação, fomenta a produção do conhecimento, sua difusão e acessibilidade, em conformidade com os padrões nacionais e internacionais de publicação científica.</p> <p style="font-weight: 400;">Público-alvo: Pesquisadores de Graduação e de Programas de Pós-Graduação.</p> https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/445 TRANSFORMANDO A EDUCAÇÃO 2024-03-26T13:58:00+00:00 Lucas Estevão Fernandes Laet lucas_laet@hotmail.com Ayrla Morganna Rodrigues Barros ayrla.barros@prof.ce.gov.br Ianan Eugênia de Carvalho ianancolegio10@gmail.com Solange Aparecida Gallo solange.gallo@etec.sp.gov.br Tatiana Petúlia Araújo da Silva tatipetulia@hotmail.com <p>Este trabalho propõe uma análise abrangente sobre as metodologias ativas na educação, destacando sua importância na promoção de aprendizagem significativa e participativa. O objetivo é oferecer insights valiosos para educadores, gestores e pesquisadores interessados em aprimorar práticas pedagógicas, abordando conceitos fundamentais e explorando a interseção entre tecnologia e metodologias ativas. A metodologia adotada envolve uma revisão crítica de textos de autores renomados, integrando fontes contemporâneas e pesquisa acadêmica relevante. Além disso, o foco recai sobre o Design Thinking, uma abordagem inovadora que transcende as fronteiras tradicionais do ensino, analisando sua aplicação e impacto na aprendizagem. Concluímos que as metodologias ativas desempenham papel crucial na transformação do ensino, promovendo uma abordagem centrada no aluno e estimulando a participação ativa. A tecnologia surge como aliada, ampliando possibilidades e personalizando a aprendizagem, enquanto o Design Thinking destaca-se como ferramenta inovadora, promovendo a resolução colaborativa de problemas. Este trabalho busca contribuir significativamente para aprimorar práticas educacionais, preparando os alunos para os desafios do século XXI e promovendo uma mentalidade transformadora na educação. </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Lucas Estevão Fernandes Laet, Ayrla Morganna Rodrigues Barros, Ianan Eugênia de Carvalho, Solange Aparecida Gallo, Tatiana Petúlia Araújo da Silva https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/446 DESAFIOS E POSSIBILIDADES PARA O ENSINO DA TABELA PERIÓDICA EM TURMAS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO EM UMA ESCOLA PÚBLICA CEARENSE 2024-03-26T13:59:31+00:00 Fábio José de Araújo jofabiojose@gmail.com Ana Paula Freitas Ferreira anapaula81_bj@hotmail.com Antonia Jane Cleide Sampaio Fonteles janedourados0211@gmail.com Flávia Maria Matos Santos dos Santos flaviamm1316@gmail.com Maraléia Silva Nogueira do Nascimento maraleiasilva@gmail.com <p>Este estudo investigou as estratégias mais eficazes de ensino de química e da tabela periódica. A vivência foi realizada em uma escola pública do interior do Ceará em três turmas de 1º ano do Ensino Médio. Os resultados mostraram que as dificuldades no ensino desses temas estão relacionadas à falta de interesse dos alunos, bem como do baixo rendimento escolar, falta de recursos didáticos e problemas de indisciplina. Por outro lado, as possibilidades encontradas estão relacionadas à utilização de metodologias ativas e contextualizadas, uso de recursos audiovisuais e experimentais e formação continuada dos professores. A conclusão é que é necessária uma mudança de paradigma no ensino de química e da tabela periódica, de forma a torná-los mais atrativos e significativos para os alunos, tornando o aprendizado mais efetivo e satisfatório.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Fábio José de Araújo, Ana Paula Freitas Ferreira, Antonia Jane Cleide Sampaio Fonteles, Flávia Maria Matos Santos dos Santos, Maraléia Silva Nogueira do Nascimento https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/447 POTENCIALIZANDO A APRENDIZAGEM COLABORATIVA DOS ALUNOS COM A TAXONOMIA DE BLOOM E TECNOLOGIAS DIGITAIS 2024-03-26T14:00:07+00:00 Ricardo Furtado de Oliveira ricardopsicologo@live.com Franciele de Carvalho Ferreira Ferreira francarvalho051186@gmail.com Jean dos Santos Silva profjeansantos.edu@gmail.com Matozalém de Sousa matozalem.sousa@ifma.edu.br Mauri Alves da Silva mauriluciane@yahoo.com.br <p>Este estudo teve como objetivo principal investigar a atuação da Taxonomia de Bloom para a aprendizagem colaborativa dos discentes com as tecnologias digitais. Atualmente é percebível o quanto a tecnologia tem se tornado presente na vida das pessoas, elas se comunicam, compram, pagam objetos por meio da tecnologia utilizando a internet. Diante disso, os alunos estão no seu dia a dia utilizando muita tecnologia, o que pode contribuir no processo de aprendizagem deles, mas é preciso desenvolver métodos eficazes com tecnologias digitais nos ambientes educacionais. Assim, é questionado: como a aprendizagem colaborativa pode contribuir juntamente com a Taxonomia de Bloom para o desenvolvendo educacional dos alunos com a utilização das tecnologias digitais? O método utilizado foi uma pesquisa bibliográfica realizada por meio de repositórios digitais. Com a realização desse trabalho, pode-se considerar que as tecnologias digitais são muito eficientes para o aprendizado dos alunos, porém, é necessário utilizar métodos como Taxonomia de Bloom aliada à aprendizagem colaborativa, os quais promovem uma aprendizagem de qualidade e permanente, ou seja, não é um aprender passageiro e sim que dura além dos espaços educacionais, promovendo novos aprendizados no decorrer da vida desses alunos. </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Ricardo Furtado de Oliveira, Franciele de Carvalho Ferreira Ferreira, Jean dos Santos Silva , Matozalém de Sousa, Mauri Alves da Silva https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/448 A EDUCAÇÃO ATRAVÉS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL 2024-03-26T14:00:42+00:00 Silvana Maria Aparecida Viana Santos silvanaviana11@yahoo.com.br Fernanda da Cruz Lameira fernandacrbio@outlook.com.br Glyciane Vieira da Silva glycianevslva@gmail.com Lindoracy Almeida Santos lindoracysantos@professor.uema.br Madson Cantuário de Assunção maddsonn@gmail.com <p>A inteligência artificial (IA) é um campo da ciência, mas também oferece soluções agrupando tecnologias. O objetivo da inteligência artificial é identificar e instaurar vivências maquinarias com interação real com o ser humano. Isso pode ser feito através do desenvolvimento de softwares de alta competência que estimula o desenvolvimento intelectual fora da sala de aula. Nem sempre as consequências se tornam benéficas no panorama educacional. Isto é, também há maledicências no uso da tecnologia artificial no labor pedagógico. Por isso, é preciso haver um cuidado extremo por parte dos docentes quanto à sua efetividade nas aulas. A educação através da inteligência artificial traz consigo a forte tendência de aperfeiçoamento. Afinal, quanto mais tutores para apoiar o corpo discente, mais provavelmente será alcançável o fomento estudantil.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Silvana Maria Aparecida Viana Santos, Fernanda da Cruz Lameira, Glyciane Vieira da Silva, Lindoracy Almeida Santos, Madson Cantuário de Assunção https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/449 ANÁLISE DA PIORA NA QUALIDADE NUTRICIONAL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA 2024-03-26T14:01:14+00:00 Luiz Marcelo Passos luizmarcelopassos@gmail.com Glyciane Vieira da Silva glycianevslva@gmail.com Izaias Nunes de Lima Junior izaiasjr014@gmail.com Joana Paula Ramos Krohling joanapaulak@hotmail.com Thaís Freitas Dill dillthais@gmail.com <p>Neste artigo, o objetivo é promover uma reflexão sobre a relação entre os hábitos alimentares e os alimentos industrializados. Com base na leitura de textos, pretende-se trazer à tona informações pertinetes sobre a influencia alimentar nociva à saúde coletiva, conhecer o processo de identificação de componentes presentes nos alimentos industrializados, evidenciando assim os malefícios de sua ingestão exagerada para nossa saúde. Fatores como inflamação crônica a nível celular muitas vezes induzida por alimentos processados, pobres em nutrientes e ricos em carboidratos refinados e gorduras Trans, desempenham um papel crítico para a saúde humana. O consumo de alimentos ultraprocessados é responsável por aproximadamente 57 mil mortes prematuras de pessoas entre 30 e 69 anos por ano no Brasil. No Brasil,&nbsp;em 2022, a média nacional apontou que 31,2% dos adolescentes estavam com excesso de peso, quase o dobro da média global (18,2%). </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Luiz Marcelo Passos, Glyciane Vieira da Silva, Izaias Nunes de Lima Junior, Joana Paula Ramos Krohling, Thaís Freitas Dill https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/450 A BUSCA PELA QUALIDADE NO ENSINO TÉCNICO NA MODALIDADE HÍBRIDA 2024-03-26T14:01:46+00:00 Renato Machado remachado1971@gmail.com Freilan Pereira da Silva freilancirilo@hotmail.com Priscila Caser de Assis Vieira caserpriscila@gmail.com Silvana Maria Aparecida Viana Santos silvanaviana11@yahoo.com.br Tatiana Petúlia Araújo da Silva tatipetulia@hotmail.com <p>Baseado em pesquisa bibliográfica, este Paper traz um relato de melhoria da qualidade em uma instituição de ensino. A qualidade da educação pode ter muitos significados, mas ela deve fazer parte de um todo em uma instituição de ensino, quando sua melhora é almejada. Planejamento, estrutura, tecnologia, professores e funcionários capacitados, alunos engajados e comunidade participativa, fazem parte de boas práticas para se atingir um ensino de qualidade. O governo realiza todos os anos as avaliações nacionais, estaduais e municipais que visam mensurar o aprendizado adquirido pelos alunos. Essas avaliações geram um banco de dados que deve ser tabelado e analisado pelas instituições para que possam buscar melhorias necessárias para a melhora da qualidade de ensino oferecida. Ouvir a comunidade também é um item importante nesse sentido. Um exemplo disso é o novo curso de Ensino médio com habilitação profissional de Técnico em Eletrônica no período noturno na modalidade híbrida, ofertado pela Etec Lauro Gomes, que teve seu currículo atualizado recentemente e foi implantado para atender uma demanda da sociedade por um curso noturno de nível médio e técnico, que trabalha durante o dia. Os resultados têm sido positivos, visto que as taxas de evasão e reprovação são muito pequenas. Resta agora analisar os resultados das próximas avaliações na busca da melhoria contínua. </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Renato Machado, Freilan Pereira da Silva, Priscila Caser de Assis Vieira, Silvana Maria Aparecida Viana Santos, Tatiana Petúlia Araújo da Silva https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/451 O PAPEL DO DESIGN INSTRUCIONAL NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 2024-03-26T14:02:29+00:00 Fabiana Pereira de Aguiar Ricardo fabiana.ricardo01@etec.sp.gov.br Ana Walquíria Souza da Silva souwalquiriasouza@gmail.com Antonio Guilherme da Cruz Lima antonio.lima28@prof.ce.gov.br Elionides José da Costa elionidesc@yahoo.com.br Lindalva Mendonça de Figueirôa lindamfig77@gmail.com <p>Este trabalho tem objetivo de apresentar a nova perspectiva da educação a distância em uma sociedade em constante crescimento na era da tecnologia da informação e comunicação. A Educação é uma das áreas que vem experimentando essas mudanças de forma significativa, e diante desse cenário surgiu uma nova área de atuação, o Design Instrucional com foco no desenvolvimento de cursos e treinamentos de forma estruturada e sistemática. Outro item importante apontado neste estudo é as vantagens e desvantagens da aprendizagem autogerida dos cursos da educação a distância. A reflexão proposta deste estudo ocorreu por meio de uma revisão de literatura, tendo como fonte de dados a Biblioteca Digital, bem como a revisão bibliográfica realizada a partir do referencial teórico apresentado na disciplina “Princípios do Design Instrucional”. O trabalho exprime a integração da tecnologia na educação a distância, mediante a participação efetiva de um profissional da área de design instrucional na arquitetura dos cursos e treinamentos. </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Fabiana Pereira de Aguiar Ricardo, Ana Walquíria Souza da Silva, Antonio Guilherme da Cruz Lima, Elionides José da Costa, Lindalva Mendonça de Figueirôa https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/452 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E A NOVA RELAÇÃO DOS SUJEITOS COM O SABER 2024-03-26T14:03:09+00:00 Mauri Alves da Silva mauriluciane@yahoo.com.br Antonio Guilherme da Cruz Lima antonio.lima28@prof.ce.gov.br Jorge José Klauch jorgeklauch@gmail.com Maria Cleonice Santos de Melo Penha mariacleonice7300@gmail.com Paula Welliana Araujo Martins paulamartinsw1@gmail.com <p>O presente artigo discute as possíveis e diversas conceituações do termo currículo, bem como a aplicação prática do mesmo na educação e na vida do indivíduo, desde o início das aparições do termo. Ao mesmo tempo, explora as novas tecnologias da informação e comunicação, e sua inserção nos métodos educacionais face a realidade social brasileira, visando identificar as mudanças já existentes e as pendências de políticas públicas. Após a análise de dados oficiais do acesso da população brasileira à internet, por dispositivo, classe social e faixa etária, observou-se que houve um crescimento no acesso que levou a mudanças na cultura da sociedade e na relação do indivíduo com o saber, alterando os papeis anteriormente atribuídos a educador e educando. No entanto, ainda observam-se falhas na implantação prática de tecnologias da informação e comunicação nos currículos escolares, de forma eficaz ao processo de aprendizagem. As instituições de ensino ainda não foram capazes de adaptar-se à nova realidade social trazida pela expansão tecnológica.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Mauri Alves da Silva, Antonio Guilherme da Cruz Lima, Jorge José Klauch, Maria Cleonice Santos de Melo Penha, Paula Welliana Araujo Martins https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/453 AS DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES DENTRO DO ESPAÇO ESCOLAR NUM PONTO DE VISTA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 2024-03-26T14:03:44+00:00 Wesley Schulz Mungo profwesleymungo@gmail.com Elionides José da Costa elionidesc@yahoo.com.br Filomena Alves Pereira f.iomori@hotmail.com Monique Bolonha das Neves Meroto moniquebolonha@gmail.com Nivaldo Pedro de Oliveira nivaldop.oliveira@hotmail.com <p>O texto aborda a importância da inclusão de crianças com deficiência no ensino fundamental e médio, ressaltando as vantagens e desvantagens dessa prática. Destaca-se a necessidade de formação continuada para os professores, visando à adequação das práticas pedagógicas às necessidades dos alunos. Aponta-se que a inclusão escolar deve garantir o acesso de qualidade, respeitando a personalidade e dignidade de cada criança. São mencionadas as diversas barreiras enfrentadas pelos professores, como formação insuficiente, falta de apoio pedagógico e infraestrutura inadequada, que comprometem a efetividade da inclusão. vA reflexão sobre os obstáculos em sala de aula não se restringe aos professores, mas envolve a sociedade como um todo, destacando que a promoção da inclusão é um investimento na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. A educação inclusiva é vista como um caminho para a transformação social, garantindo o acesso de todos a uma educação de qualidade.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Wesley Schulz Mungo, Elionides José da Costa, Filomena Alves Pereira, Monique Bolonha das Neves Meroto, Nivaldo Pedro de Oliveira https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/454 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA 2024-03-26T14:04:24+00:00 Leila Costa leilacostafrade@yahoo.com.br Camila Sabino de Araujo camissabino@gmail.com Dirceu da Silva dirceugoodlooking@gmail.com Sophia Romero Motta sophiaromeromotta7@gmail.com Rodi Narciso rodynarciso1974@gmail.com <p>Este estudo explorou a intersecção entre estratégias pedagógicas inovadoras e a formação de professores em educação física adaptada, com ênfase especial na educação a distância e no uso de metodologias ativas. O problema central identificado foi compreender como estratégias pedagógicas inovadoras podem facilitar e otimizar o ensino de educação física adaptada em variados ambientes educacionais. O objetivo geral foi investigar as práticas eficazes e os desafios encontrados na formação de professores para educação física adaptada. A metodologia adotada foi uma revisão da literatura, seguindo as diretrizes de Fink (2014), com a seleção e análise de seis estudos pertinentes. Esta abordagem possibilitou uma avaliação dos dados, alinhada com as recomendações de Higgins e Green (2011) e Petticrew e Roberts (2006). Os resultados destacaram a importância da formação especializada para educadores em educação física adaptada, enfatizando a necessidade de estratégias pedagógicas que promovam inclusão, adaptação e personalização. A análise revelou que práticas pedagógicas eficazes e inovadoras podem enriquecer significativamente a experiência de ensino em educação física adaptada, contribuindo para uma maior eficácia no processo educativo. Em conclusão, o estudo demonstrou que a integração entre formação especializada e estratégias pedagógicas inovadoras resulta em experiências educacionais mais ricas e engajadoras na educação física adaptada. Estes achados são de grande relevância para educadores e formuladores de políticas educacionais, ressaltando a importância de estratégias de ensino que valorizem a adaptação e a personalização no processo educacional.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Leila Costa, Camila Sabino de Araujo, Dirceu da Silva, Sophia Romero Motta, Rodi Narciso https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/455 A UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS DIGITAIS NAS AULAS DE CIÊNCIAS 2024-03-26T14:05:09+00:00 Zaqueu do Nascimento Santos contato@editorametrics.com.br Addgo de Oliveira Santos addgo1@outlook.com Átila de Souza atilabio@hotmail.com Cássia Danielle Lonardoni do Nascimento clonardoni@yahoo.com.br Silene de Freitas Oliveira Polari silenepolari@gmail.com <p>Este trabalho aborda o impacto das mídias digitais na educação, mais especificamente nas aulas de ciências do ensino fundamental II. Ao mencionar as Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs), muitos profissionais da educação podem erroneamente considerá-las recursos de difícil acesso ou de uso complexo, especialmente em escolas públicas localizadas em áreas economicamente desfavorecidas. No entanto, com o contínuo avanço tecnológico em todos os setores da sociedade, as oportunidades de integração das mídias digitais na educação aumentam consideravelmente. A utilização cuidadosa desses recursos não apenas eleva o interesse dos alunos, mas também desloca o professor do centro das atenções no processo de ensino e aprendizagem. Diante do potencial positivo das mídias digitais para aprimorar os indicadores educacionais, surge a questão: por que muitos professores e algumas instituições de ensino resistem ao uso dessas ferramentas? Esta pesquisa, embasada em revisão bibliográfica, analisará, além das inúmeras possibilidades oferecidas pelas TDICs, os principais desafios enfrentados pelos educadores ao implementar essas tecnologias na educação. Como utilizar as TDICs de maneira a aprimorar efetivamente a aprendizagem dos alunos? Esta indagação será explorada, buscando compreender as razões por trás da resistência e identificando estratégias para superar tais obstáculos.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Zaqueu do Nascimento Santos, Addgo de Oliveira Santos, Átila de Souza, Cássia Danielle Lonardoni do Nascimento, Silene de Freitas Oliveira Polari https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/456 DESIGN INSTRUCIONAL NA EDUCAÇÃO 2024-03-26T14:05:47+00:00 Luiz Carlos Melo Gomes luiz.melo@ifce.edu.br Evaristo Fernandes de Almeida evaristo41@hotmail.com Luiz Marcelo Passos luizmarcelopassos@gmail.com Mackson Azevedo Mafra mackson.azevedo@hotmail.com Mirene da Cruz Silva professoramirenesilva@gmail.com <p>O objetivo do estudo foi identificar as principais vantagens e desafios do Design Instrucional na Educação. O Design Instrucional na Educação é uma área crucial, mas ainda carece de uma análise abrangente de suas vantagens e desafios. O presente estudo adota o método de pesquisa de revisão integrativa da literatura. A pesquisa foi conduzida utilizando a base de dados Google Acadêmico como fonte principal de busca, concentrando-se em estudos que exploram o tema “Design Instrucional” e suas nuances, particularmente os desafios e vantagens associados a essa abordagem na educação. Os resultados revelaram que o Design Instrucional desempenha um papel estratégico na melhoria do desempenho educacional, mas também enfrenta desafios, como a adaptação às mudanças tecnológicas. Conclui-se que o Design Instrucional vai além da organização do material didático, exigindo uma compreensão profunda das necessidades dos alunos e do processo educativo. Essas considerações ressaltam a relevância do Design Instrucional para o desenvolvimento contínuo da educação e fornecem diretrizes importantes para pesquisas futuras e práticas educacionais mais eficazes.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Luiz Carlos Melo Gomes, Evaristo Fernandes de Almeida, Luiz Marcelo Passos, Mackson Azevedo Mafra, Mirene da Cruz Silva https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/457 APRENDIZAGEM AUTOGERIDA 2024-03-26T14:06:24+00:00 Magali Maristela Graffunder mmgraffunder@gmail.com Antonio Epitácio Soares de Macêdo antonioepitacio2004@hotmail.com Camila Aparecida Santi Ramos camila.ramos@educacao.sp.gov.br Elisângela Tavares da Silva Barros tavares.elissilva@gmail.com Raquel Alves Barbosa professoraraquelalves@gmail.com <p>Este trabalho tem como objetivo discutir e apontar limites e possibilidades inerentes a aprendizagem autogerida. Aliado a isso, busca-se destacar aspectos relacionados a tecnologia, visto que na atualidade a mesma tem papel de extrema importância em diversas áreas, inclusive no campo da educação, algo que foi reforçado recentemente, quando a sociedade mundial vivenciou uma pandemia, algo que propôs a ressignificação do trabalho e da vida. Assim, a tecnologia tem sido uma aliada de fundamental importância para a educação, no entanto, esse processo se faz em meio a limites e possibilidades diversas, problematizar tais questões será o intuito dessa reflexão. É necessário que olhar para a educação seja expandido, à medida que os modelos tradicionais de educação, pautados em teorias de ensino-aprendizagem engessadas, sejam superadas e deem espaço para teorias que contemplem a construção do conhecimento enquanto elemento transformador da sociedade. Destaca-se que para atingir tal objetivo, optou-se pela pesquisa bibliográfica qualitativa, entendendo que a mesma permite o diálogo com autores que já abordaram a temática aqui proposta. </p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Magali Maristela Graffunder, Antonio Epitácio Soares de Macêdo, Camila Aparecida Santi Ramos, Elisângela Tavares da Silva Barros, Raquel Alves Barbosa https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/458 A INCLUSÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ENSINO BÁSICO AO ENSINO SUPERIOR NA AVALIAÇÃO DA REALIDADE BRASILEIRA 2024-03-27T22:30:49+00:00 Dirceu da Silva dirceugoodlooking@gmail.com Adriana da Conceição Tesch adriana.ctesch@educador.edu.es.gov.br Ítalo Martins Lôbo italolobopsi@gmail.com Marta Cristiane Kraemer Zatti martazatti@gmail.com Patrícia Alves Ferreira patriciaalvesferreira25@gmail.com <p>Os termos “meios de comunicação” e “evolução da tecnologia” quando utilizados no contexto do ambiente educacional devem ser apresentados como ferramentas fundamentais para a inovação e auxílio para o ensino. Não devemos restringir a inovação tecnológica somente às transformações incorporadas aos equipamentos ou ferramentas, tais como: computadores, celulares, tablets, internet etc. A inovação está intrinsicamente relacionada à um conjunto de modificações sociais e econômicas. Em um ambiente educacional no qual as novas tecnologias moldam constantemente o aprendizado e as principais características de ensino a atuação do professor não pode ser apresentada como um ditador de conteúdo. É fundamental que a disseminação do conteúdo seja realizada de maneira eficaz através dos diversos meios, o que evidencia a necessidade que a atuação e a competência do educador devem deslocar-se constantemente para que seja possível promover a aprendizagem e o estímulo do pensamento no aluno. É papel da escola atender as demandas e necessidades dos alunos, tanto o educador quanto os alunos devem ter constantemente autonomia e responsabilidade nesse processo que visa promover o lado crítico do aluno, que deve ser estimulado a utilizar constantemente a reflexão para atingir níveis mais sofisticados de ideias, ações e conceitos. Neste contexto, estimula-se o trabalho em equipe, o que resulta em uma rede cada vez maior de pessoas capazes de resolver e refletir sobre questões e assuntos complexos para a sociedade. É importante que o conteúdo não seja fragmentado, tampouco descontextualizado da realidade do aluno.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Dirceu da Silva, Adriana da Conceição Tesch, Ítalo Martins Lôbo, Marta Cristiane Kraemer Zatti, Patrícia Alves Ferreira https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/460 INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO CURRÍCULO E OS DESAFIOS E AS DIFICULDADES DE SUA EFETIVAÇÃO 2024-04-04T11:53:02+00:00 Luciane Pereira de Castilho castilholuciane@yahoo.com.br Benedito Braz Sobrinho benebraz13@gmail.com Christiane Diniz Guimarães christianedguimaraes@hotmail.com Edivan Jorge Costa edivanjorge2000@gmail.com Monique Bolonha das Neves Meroto moniquebolonha@gmail.com <p>Vivemos em um mundo cada vez mais tecnológico e dinâmico e, com o surgimento de novas tecnologias, novas competências e novos comportamentos são exigidos. Neste trabalho, fazemos uma análise sobre a necessidade de se utilizar as tecnologias no cotidiano escolar, a incorporação de recursos nas práticas pedagógicas, a integração curricular das tecnologias e os desafios e dificuldades enfrentados pelas escolas, professores e alunos que devem ser superados para que o processo de ensino e aprendizagem seja efetivo e de qualidade. Utilizamos como metodologia a pesquisa bibliográfica de livros e artigos científicos e a complementamos com um depoimento de uma professora do ensino infantil de uma escola pública relatando dificuldades e desafios vivenciados durante a pandemia. O resultado demonstra a necessidade de integração curricular das tecnologias, desde que seja feita de maneira correta, coerente e com objetivos claros e definidos. Entretanto, para sua efetivação, ainda há um longo caminho a percorrer diante dos diversos desafios e dificuldades que devem ser superados, principalmente no que se refere à formação do professor, equipamentos tecnológicos e conectividade à <em>internet</em>.</p> 2024-04-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Luciane Pereira de Castilho, Benedito Braz Sobrinho, Christiane Diniz Guimarães, Edivan Jorge Costa, Monique Bolonha das Neves Meroto https://journal.editorametrics.com.br/index.php/amormundi/article/view/461 EDUCAÇÃO EM SAÚDE E PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL EM AMBIENTES DE TRABALHO 2024-05-14T23:00:32+00:00 Alexsandro Narciso de Oliveira contato@editorametrics.com.br Maria Helena Brizido Marinho Barreto mhbrizido@hotmail.com <p>Este estudo investiga o papel da enfermagem na promoção da saúde mental nos ambientes de trabalho, com ênfase na integração de tecnologias para aprimorar o cuidado em saúde. Através de uma revisão bibliográfica abrangente, são exploradas intervenções eficazes realizadas pela enfermagem, visando promover estilos de vida saudáveis, gerenciar o estresse e melhorar o bem-estar emocional dos trabalhadores. Além disso, discute-se o potencial das tecnologias de saúde, como aplicativos móveis, plataformas online e dispositivos wearables, para complementar e fortalecer as práticas de enfermagem em saúde mental nos locais de trabalho. Destaca-se a importância de uma abordagem cuidadosa e ética para a integração dessas tecnologias, abordando questões de acessibilidade, privacidade dos dados e equidade no acesso. Este estudo oferece insights valiosos para profissionais de saúde, gestores de recursos humanos e pesquisadores interessados na promoção da saúde mental e no bem-estar dos trabalhadores por meio da colaboração interdisciplinar e da inovação tecnológica.</p> 2024-05-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Alexsandro Narciso de Oliveira, Maria Helena Brizido Marinho Barreto